quinta-feira, 2 de novembro de 2017

As Escrituras Sagradas - única regra de fé e prática para a igreja

Somente a Escritura Sagrada é a única regra de fé e prática para a vida da igreja. Nos dias atuais, infelizmente, não poucas denominações têm sido guiadas e dirigidas não pela santa Palavra de Deus, mas sim pela cultura, costumes e ideologias humanistas desse mundo vil. Diversos líderes e pastores, com medo de perderem seus membros, seguem apelando para outros elementos, além das Escrituras, com o intuito de mantê-los fixos em suas igrejas. Concordo plenamente com a fala do pregador puritano Charles Spurgeon: 
 “O diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo"

Parece que para muitos pastores e líderes dos dias atuais a Bíblia perdeu a sua eficácia; somente as Escrituras para eles já não é mais suficiente para salvar o pecador, ao contrário, precisa-se incrementar outros meios para chamar pecadores ao arrependimento. Mas a verdade é que nunca haverá conversão verdadeira se a Palavra não for pregada e ensinada com fidelidade. O único meio eficaz para converter o pecador é a fiel pregação da Palavra de Deus, não existe outro modo.

A declaração de Cambridge diz: 
''A Bíblia sozinha ensina tudo o que é necessário para a nossa salvação do pecado, e é o padrão pelo qual todo comportamento cristão deve ser avaliado''.

Não são poucos os que negam as Santas Escrituras alegando que ela perdeu o seu valor, visto estarmos vivendo tempos modernos e, sendo assim, seus ensinamentos e princípios já não se aplicam mais aos dias contemporâneos. Porém, esse conceito está definitivamente errado, pois sendo a Palavra de Deus imutável, ela não muda nunca e jamais perderá o seu valor; e as verdades das escrituras serão sempre absolutas, aceitando o homem ou não. O que era pecado a milhares de anos atrás continua sendo pecado hoje e continuará sendo nos séculos vindouros.

Falando agora sobre os livros da Bíblia, todos eles, desde o Antigo Testamento, com 39 livros, até o Novo, com 27, foram inspirados por Deus. Não negamos que a Bíblia foi escrita por homens falhos e pecadores como nós, porém tais homens, servos de Deus, foram inspirados pelo Espírito Santo para declarar e revelar a santa, perfeita e agradável vontade de Deus. ''Porque a profecia nunca foi produzida por vontade dos homens, mas homens da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo''. (2Pedro 1.21)

Os homens que escreveram a Bíblia foram apenas instrumentos nas mãos de Deus para escrever no papel a Sua vontade.

A Escritura é a infalível, inerrante, imutável e suprema Palavra de Deus, e quem a rejeita rejeita não aos homens, mas ao próprio Deus. O apóstolo Paulo disse em 1 Tessalonicenses 2.13: ''Tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, acolhestes, não como palavras de homens, mas de Deus''. E o nosso Salvador Jesus disse, em Mateus 10.20: ''não sois vós os que falais, mas o Espírito de vosso Pai, quem fala por vós''. Portando, se é assim, quem rejeita a Palavra de Deus, rejeita o próprio Deus. 

A Confissão de Fé Batista diz o seguinte sobre as Sagradas Escrituras:
''A autoridade da Sagrada Escritura, razão pela qual deve ser crida e obedecida, não depende do testemunho de qualquer homem ou igreja, mas provém inteiramente de Deus, sendo Ele mesmo a verdade e o seu autor. A Escritura, portanto, tem que ser recebida, por ser a Palavra de Deus''.

Nenhum livro existente no mundo se compara a Escritura. O único livro que tem o poder de transformar o pecador em uma nova criatura é a Bíblia Sagrada, o Livro do Senhor. Dependemos vitalmente da Palavra de Deus; porém, infelizmente, um número assustador de denominações tem se afastado das verdades centrais das Escrituras e estão dando ouvidos a heresias e a doutrinas de demônios. A cada dia que passa mais a apostasia cresce no meio evangélico; mas como nos alertou o apóstolo Paulo, isso é uma das marcas dos últimos dias.

Precisamos voltar às Escrituras Sagradas e permitir que ela somente guie e oriente nossa vida. A lâmpada para os nossos pés é a Palavra do Senhor (Salmos 119.105), portanto, se não queremos escorregar e desviar nossos passos do caminho que conduz à vida eterna, então, necessitamos seguir fielmente a Palavra de Deus.

Citando mais novamente a Confissão de Fé Batista sobre as Sagradas Escrituras:
''Pelo testemunho da Igreja de Deus podemos ser movidos e persuadidos a ter em alto e reverente apreço as Sagradas Escrituras. A santidade do assunto, a eficácia da doutrina, a majestade do estilo, a harmonia de todas as partes, o propósito do todo (que é dar toda glória a Deus), a plena revelação que faz do único meio de salvação para o homem, e muitas outras excelências incomparáveis e perfeição completa, são argumentos pelos quais abundantemente se evidencia serem elas a Palavra de Deus. Contudo, a nossa plena persuasão e certeza quanto à sua verdade infalível e divina autoridade provém da operação interna do Espírito Santo, que pela Palavra e com a Palavra testifica aos nossos corações''.
8 Jo.16.13,14; 1Co.2.10-12; 1Jo.2.20,27  

 
E para finalizar, não deixe de meditar nos seguintes versículos:

''Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração''. (Hebreus 4.12)

''Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça'' (2 Timóteo 3.16).

 
Querido leitor cristão, deixe que a Palavra de Deus que é infalível, imutável e inerrante dirija a sua vida em todas as áreas, não a cultura nem as ideologias desse mundo mau e perverso.

-Priscila Gomes

2 comentários:

  1. Amém! Que a Palavra do Senhor esteja sempre diante de nossas vistas, viva em nosso coração e mente e pronta em nossa boca. Que livro mais maravilhoso! Mesmo tendo nascido num lar cristão eu não lia a Bíblia. Mas um dia o Senhor teve misericórdia e me apresentou sua Palavra Santa. Pra isso foi necessário me colocar em um lugar de solidão, longe de toda sedução mundana que me cegava. Eu me tornei outro. Orando e lendo conheci o Senhor Deus Todo Poderoso, o Deus dos Exércitos, Criador de todas as coisas e nunca mais fui o mesmo. Me sinto o mais feliz dos homens por conhecer tal benção, a maior que alguém pode receber. Soube do perdão e do amor manifestos no madeiro, do direito à salvação. Gostaria que todos conhecessem. Deus abençoe sua vida irmã Priscila, por mais estas palavras abençoadas. Graça e paz do nosso Salvador Jesus Cristo! A Ele seja dada toda a glória e louvor por todo o sempre!

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos e que contenham palavrões não serão publicados.