quarta-feira, 25 de abril de 2018

O que te faz pecar - Existe algo em sua vida que leva você ou o seu próximo a pecar?

(Leia Mateus 5.29; Mateus 18.6-9; Marcos 9.42-48)

Não poucas vezes, muitos intitulados crentes, ao invés de servirem de instrumento de edificação para os irmãos na fé, acabam sendo o oposto e servindo de pedra de tropeço, levando-os assim ao pecado. Todavia, como cristãos e eleitos de Deus não podemos jamais servir de pedra de tropeço para quem quer que seja. Como servos de Deus e filhos da Luz, temos o dever de viver sabiamente nessa terra, refletindo o caráter de Cristo em nós. Por isso é necessário analisarmos sempre nossa vida e conduta a fim de avaliarmos se estamos vivendo de acordo com a santa Palavra de Deus, e se constatarmos algo em nós que escandaliza o nosso próximo, temos de tomar uma atitude e fazer algo em relação a isso, pois se não o fizermos estaremos pecando e desobedecendo a Deus na questão de amar o próximo. Será que você está sendo uma pedra de tropeço para alguém? Como saber?

Vou dar alguns exemplos. Talvez eu seja ''apedrejada'' por alguns pelo exemplo que vou dar agora. Digo isso porque tempos atrás escrevi este texto  ''Cuidado com o que você veste'', e muitas pessoas (principalmente o sexo feminino) não aprovaram o que foi dito no texto. Mas vamos lá!

Quando uma mulher se veste de forma imodesta, ela está servindo de pedra de tropeço para o homem, pois a maneira como está vestida pode despertar no coração dele a concupiscência, a luxúria, a cobiça, desejos e pensamentos ilícitos, e isso pode faz com que ele peque. O homem que cobiça uma mulher está pecando (Mateus 5.28), mas se o que levou o homem ao pecado foi a forma como a mulher estava vestida, então ela também foi culpada, pois serviu de pedra de tropeço para ele.

’’Qualquer homem que cobiçar você sexualmente, terá que encarar a Deus pelo seu adultério mental. Mas você vai ter que responder a Deus se você o provocou, pela forma como você está vestida’’.- Al Martin

Isso deve ser levado muitíssimo a sério pelas mulheres que fazem profissão de servir a Cristo, pois sendo nós servas de Deus, temos de nos vestir de maneira digna, pura e santa, a fim de glorificarmos a Deus e não trazermos vergonha e escândalo ao evangelho; sendo a Bíblia a nossa única regra de fé e prática, temos de nos atentar para o que ela diz sobre como nós, mulheres, temos de nos vestir, e assim obedecê-la em todos os seus princípios e ensinamentos. Mulheres levadas pela onda do feminismo não suportam ouvir algo do tipo, já que defendem ter o direito de fazer o que bem intenderem de seus corpos. O lema delas é: ''meu corpo, minhas regras!'', e tendo por base essa afirmação, sentem-se livres e a vontade para fazer o que quiserem dos seus corpos; e não se importando com o respeito, pudor, decência, modéstia e pureza, acabam por desonrar a si próprias e ao Deus que as criou, trazendo sobre si mesmas a ira de Deus por  viverem na desobediência. 

É importante deixar claro que  quando uma mulher está vestida decentemente e mesmo assim é cobiçada por um homem, então, somente ele pecou.

Lembrando que isso não serve apenas para as mulheres, serve também para os homens; tanto homens como mulheres que fazem profissão de servir a Deus tem a responsabilidade de se manterem puros e nunca devem despertar desejos ilícitos no sexo oposto, não exclusivamente nessa área, mas em todas as outras. Não podemos ser má influência para ninguém e nem servir de instrumento para pôr coisas pecaminosas diante dos outros.

Como cristãos temos de viver de maneira santa e irrepreensível no mundo (1 Pedro1.15-23), se vivermos como a palavra nos ensina, seremos uma bênção na vida das pessoas; mas se vivermos o oposto, estaremos pecando e fazendo um desserviço ao Reino dos céus. É claro que não somos plenamente perfeitos, mas Deus, através da Sua Palavra e do Seu Espírito nos lava e guia nossas vidas, nos possibilitando assim viver da maneira que Lhe agrada.

Agora vamos refletir nos versículos 8 e 9 de Mateus 18

‘’Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno.  E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno.’’ (Mateus 18:8,9)

Ao falar isso, Jesus não estava fazendo apologia à mutilação física, Ele estava apenas fazendo uso de uma simbologia. O que Jesus ensina nessa passagem é que devemos abolir de nossa vida tudo o que nos leva a pecar; e fazer isso pode ser muito difícil e doloroso. Jesus disse que se um dos nossos membros nos faz pecar, devemos arrancá-lo (simbolicamente). Pensa como pode ser difícil ficar sem um olho, ou sem uma perna, é difícil porque esses membros integram o nosso corpo, fazem parte de nós e todos eles são importantes. Mas, se um deles nos leva a pecar, devemos ''arrancá-lo'', porque "é melhor que se perca um dos teus membros do que todo o teu corpo seja lançado no inferno" ( Mt. 5.29).

De fato devemos eliminar, cortar e excluir da nossa vida tudo o que nos leva a cometer pecado, e isso é para o nosso próprio bem. Sendo assim caro leitor, se existe algo em sua vida que te leva a pecar, faça o que Jesus ensinou.

Vamos dar mais um exemplo. Milhares de jovens e adultos na atualidade, inclusive muitos cristãos, são viciados em pornografia, e muitos até pedem ajuda em oração. Só que há uma coisa, Jesus não disse para orarmos pelo problema que nos faz pecar, pelo contrário, Ele disse: "Corta-o"; isso é uma ação radical. 

Nessa era moderna em que vivemos, com toda essa tecnologia fica fácil de visualizar pornografia, principalmente por meio da tevê e internet. Com toda essa facilidade muitos não conseguem resistir ao pecado e pedem oração, mas eles mesmos não fazem nada para evitar que caiam em pecado. Mas quem de fato deseja vencer esse vício deve orar e agir. Em termos práticos o que se deve fazer? Se não tiver jeito faça o seguinte: arranque sua internet por algum tempo, cancele a TV a cabo; exclua todas as fotos e vídeos pornográficos armazenados no seu celular e, se for preciso, troque-o por  um aparelho mais simples, por um que somente receba e faça ligações. O importante é acabar com todos os meios que possibilitam visualizar pornografia. Difícil e radical, não é? Mas é dessa forma que se deve fazer - cortar, abolir, arrancar do seu corpo o membro que te leva a pecar. 

O que disse o apóstolo Paulo ao jovem pastor Timóteo quando o exortou sobre as paixões da mocidade? Ele disse: Foge! Simplesmente fugir. Paulo não disse para Timóteo orar e resistir, mas sim fugir, correr dos desejos da mocidade. É claro que é necessário orar, mas não adianta apenas orar e deixar ser levado pelos intensos desejos carnais, o certo é fugir!

Isso também serve para os relacionamentos. Se o teu namorado(a) ou amigos te fazem errar de maneira constante e proposital, corte o relacionamento; é melhor ficar sem namorado (a) e amigos do que ir com eles para o inferno. Se você já pregou Cristo a eles e os alertou sobre o perigo e engano do pecado, porém mesmo assim, conscientes de que estão no erro, insistem em viver segundo a ordem desse mundo, afaste-se deles. Saiba que fazer isso não será fácil, será como arrancar um dos membros do teu corpo. Mas como diz as Escrituras: é melhor que você entre na vida sem um dos teus membros do que todo o teu corpo ser lançado no inferno.

O pecado não faz parte da vida do verdadeiro Cristão. Quem se professa cristão, mas vive na prática do pecado, pecando prazerosamente nas mesmas coisas todos os dias e em todos os momentos sem se arrepender, não conhece a Deus (1 João 3.6). Quando digo que o pecado não faz parte da vida do verdadeiro cristão não estou sugerindo que crentes genuínos não pecam, é claro que pecam, como diz o apóstolo João: Se declararmos que não temos pecado algum enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós'' (1João 1.18).

O que quero dizer é que o Cristão verdadeiro e fiel a Deus não vive na prática do pecado fazendo deliberadamente o que desagrada a Deus. Bem diferente de um não regenerado, o cristão genuíno não tem prazer no pecado e quando, por acidente, peca, ele se arrepende, chora e busca em Deus o perdão, assim como fez o rei Davi quando caiu em declínio (Leia o Salmo 51).

Por fim, faça um auto exame e se tiver algo em sua vida que te leva a errar ou que leve outras pessoas a errar, faça o que Jesus ensinou, arrancado da sua vida tudo o que te induz ao erro. Não hesite, pois se você não fizer isso e preferir ficar com o que te leva a cometer pecado contra Deus e contra o próximo, então terás de suportar as consequências da tua escolha por toda a eternidade.

Priscila Gomes

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Olhando para Jesus

‘’Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos'' (Hebreus 12.1-3)

O texto supracitado fala sobre perseverança. Perseverança significa ‘’ser constate’’, ‘’permanecer’,’ continuar firme’’.  Guarde bem a definição dessa palavra.  Antes de começar essa reflexão, saibam que a carta aos Hebreus é na verdade uma carta de exortação que foi escrita para uma comunidade de cristãos hebreus que estavam desanimados e sentindo-se tentados a abandonar a fé em Jesus Cristo por causa das perseguições que estavam sofrendo. E devido àquelas circunstâncias difíceis de perseguição, aqueles cristãos cogitavam em abandonar a fé cristã para voltar para o conforto da sua antiga religião - o judaísmo. 

E foi por isso que o autor escreveu essa carta, a fim de animar e exortar àqueles cristãos a continuarem firmes na fé, apesar de toda aquela perseguição que estavam sofrendo. Uma verdade que foi  deixada bem clara na carta aos Hebreus (verdade essa que nós devemos prestar bastante atenção) é que é muito perigoso retroceder, ou seja, abandonar a fé. É perigoso porque uma vez que fomos iluminados por Deus para compreender o evangelho e receber a salvação, aí de nós se voltarmos atrás, porque se retrocedemos, retrocedemos para a nossa própria perdição e ruína. Portanto, já que é assim, se em algum momento na sua caminhada cristã você se sentir tentado a voltar atrás, lembre-se disso: quem se aparta do Deus vivo certamente perecerá. (Leia Hebreus 10.39).

A vida cristã é como se fosse uma corrida, e tal como em uma corrida, só ganha o prêmio quem corre até o fim. Não adianta correr somente até à metade ou parar para descansar em frente a linha de chegada. Para subir no pódio é preciso concluir a corrida, mesmo cansado e ofegante! Da mesma forma é na vida cristã, a coroa da vida está reservada somente para aqueles que, com a graça de Deus, são fieis e seguem nessa jornada sem desfalecer, perseverando até o fim.  (Apocalipse 2.10).

O apóstolo Pedro em sua carta diz que somos como peregrinos e forasteiros neste mundo (1 Pedro 1.1; 2.11), isso significa que esta terra a qual estamos não é o nosso lar definitivo, pelo contrário, aqui estamos apenas por um curto período de tempo. Assim como o povo de Israel foi peregrino no deserto em direção à terra prometida – Canaã – assim somos nós aqui neste mundo, estamos seguindo em direção ao nosso lar eterno. ‘’ Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir’’ (Hebreus 13. 14). É certo que durante a nossa jornada para o céu muitas lutas e perseguições nos sobrevirão, e principalmente para aqueles que desejam viver piedosamente no Senhor: ''E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições'' (2 Timóteo 3.12). 
Mas o que fazer quando as lutas e perseguições, por causa do evangelho, cruzarem nosso caminho? Devemos perseverar, seguindo adiante e sofrendo as aflições como um bom soldado de Cristo (2 Timóteo 2.3); é preciso ser constante e manter-se firme no caminho estreito, pois é este Caminho (Cristo) que conduz à vida.

Infelizmente vemos uma quantidade enorme de cristãos deixando de perseverar na fé por causa das muitas dificuldades. Nenhum cristão deveria estranhar o fato de sofrer por causa do evangelho, até porque Jesus deixou claríssimo que no mundo os seus seguidores sofreriam tribulações (Mateus 10.18; 22; 24.9; João 16.33).

Muitos deixam de perseverar e de olhar para Cristo simplesmente porque se deixam embalar com as coisas desta vida: com o pecado, com as concupiscências, com o mundanismo... Todas essas coisas contribuem para tirar o nosso foco de Cristo, o nosso Salvador; e sem falar nos embaraços que são todas as coisas que pensamos não ser pecado ou que achamos que não tem ‘’nada haver’’, mas que na verdade prejudicam o nosso progresso na fé quando as valorizamos em demasia. Os embaraços são prejudiciais e fazem com que fiquemos para trás na corrida da fé. Tomemos cuidado!

O Diabo, nosso adversário, trabalha ininterruptamente para tentar destruir a nossa fé em Deus. Conforme diz a Bíblia, ele está ao nosso derredor, como leão, buscando a quem tragar (1 Pedro 5.8).  O maior desejo dele é fazer-nos desviar do caminho; é por isso que somos exortados a vigiar e não dar lugar a ele ( Efésios 4.27). Mas isso só é possível quando mantemos um relacionamento correto com Deus, a vigilância, uma vida de oração e a meditação nas Escrituras.

No versículo 2 de Hebreus 12 diz ’Olhando para Jesus, autor e consumador da fé’’. Muitos têm retrocedido na fé porque deixaram de olhar para Cristo. Quando começamos a nos envolver com as coisas dessa vida e quando nos preocupamos demasiadamente com coisas temporais, a nossa visão espiritual começa a se ofuscar de tal maneira que começamos a perder o foco em Cristo; e quando perdemos o foco Dele a nossa vida começa a desmoronar e assim perdemos a motivação e o ardente desejo de continuar a perseverar.

É por isso que precisamos manter os olhos fixados em Jesus, pois somente Ele é a nossa força e o nosso exemplo supremo de perseverança em meio ao sofrimento, de oração, de confiança em Deus, etc. Nós cristãos estamos militando a milícia da fé, e a Escritura diz que ninguém que milita se embaraça com as coisas dessa vida ( 2 Timóteo 2.4). Sendo assim, quem de fato almeja terminar a carreira que nos está proposta (Hebreus 12.1), entrar no céu e receber a imarcescível corroa de glória ( 1 Pedro 5.4), precisa se abster de todas as coisas que atrapalham o progresso na vida cristã.

Como diz o autor de Hebreus (que por sinal é anônimo): ''Deixemos todo o embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos com PACIÊNCIA a carreira que nos está proposta, OLHANDO PARA JESUS, autor e consumador da fé''. (Heb.12.1)

Lembre-se sempre que o caminho que conduz à vida é estreito e apertado, mas mesmo assim,  não podemos recuar, pois se recuarmos é para a nossa própria perdição e desgraça eterna. Como escaparemos nós se negligenciarmos uma tão grande salvação? (Hebreus 2.3). O único que pode salvar da maldição e perdição eterna é Jesus Cristo, e fora Dele não há salvação; além Dele não existe nenhum outro salvador. Sendo assim, se O negligenciarmos, para onde iremos nós? Só Ele tem a Palavra de vida eterna (João 6.68). Portanto se você já pôs a mão no arado, prossiga! Siga avante olhando para Cristo! Tire seus olhos do mundo e fite-os em Cristo. Confie Nele e siga em frente!

''...Quando enfim tu largares a cruz, Jesus te coroará; com santo gozo em glória e luz te consolará. Esquecerás teus lidares, tribulações e pesares, quando no céu desfrutares perfeita paz'' (Harpa cristã, 394)


Priscila Gomes