quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Demonstrando o seu amor por Jesus


Olá pessoal, tudo bom? Como foi o seu Natal? Foi Bom? Ótimo! Espero que vocês tenham se lembrado de Jesus em meio a tantas festas, comemorações, etc... Espero que o melhor presente você tenha dado a Ele. Pois se ele não tivesse nascido não existiria o Natal, certo?

Pois é, agora o Natal já se foi e em breve já não será mais 2013, mais sim 2014. Como os anos estão passando rápido não é? Bem, na verdade eu fico muito feliz que eles estejam passando rápido, pois assim fica cada vez mais próxima a volta de Jesus. Aleluia!!

Você já fez uma retrospectiva da sua vida? Já se examinou? Se a resposta for não ainda dá tempo de fazer. 

Neste ano que está prestes a se findar e ficar no passado o que você fez para demostrar o seu amor por Jesus? Diga-me, o que você fez? Vamos lá, faça uma reflexão!  

Você trabalhou para Jesus ou deixou a preguiça tomar conta de você? Ou até trabalhou mais meio que reclamando e desleixadamente? Você já parou para pensar o quanto Jesus fez por você neste ano e quantos livramentos ele te deu? Ele não reclamou de nada. E isso porque Ele nos ama e provou isso, olhe:

''Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.'' (João 3.16).

 Jesus já provou que nos ama, e nós? Durante todo esse ano o que você fez  ou deixou de fazer para Jesus?  A boa notícia é que ainda dá tempo de fazer por ele o que você não fez.

Nós iremos ingressar em um novo ano. Ano novo, vida nova, novas decisões, novas escolhas. Faça uma retrospectiva da sua vida, examine-se, e se esforce para melhorar a cada dia mais, principalmente nas áreas de sua vida que necessite de uma melhora. Peça a ajuda dele em oração e creia que ele te ajudará. 

E se você ama mesmo a Jesus demonstre isso todos os dias. Como fazer isso? Obedecendo aos seus mandamentos. Obedecer ao Senhor é a melhor maneira de demonstrar que você o ama. Veja:

‘’Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele’’.(João 14. 21).

Não basta saber quais são os mandamentos de Jesus, é preciso também obedece-los. Obedecer é o mais importante. Quando nós obedecemos demostramos que o amamos, pois só obedece aquele que ama.

Então não se esqueça, a melhor forma de mostrar que você ama a Jesus é: Obedecendo aos seus mandamentos. Comece hoje mesmo a obedecer ao Senhor e a praticar o que está escrito em sua Palavra. Tudo o que ele te pedir faça com amor, carinho, dedicação.
Saiba que a sua recompensa não será aqui neste mundo, porque as coisas deste mundo são temporais.  A sua recompensa está te aguardando no céu, onde o ladrão não rouba e nem a traça corroí. Demonstre todos os dias o seu amor por Cristo!!

Beijinhos pessoal. Um Feliz e próspero 2014 para todos...

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

É sem fim



Lucas 16.19

Nesta passagem Jesus conta a história de dois homens completamente diferentes. Um rico e outro pobre.
O pobre se chamava Lázaro, já o nome do rico não é mencionado. Mas sabemos que o rico vivia no luxo, tinha do bom e do melhor, enquanto que Lázaro não possuía nada. Jesus contou essa história aos seus discípulos para ensiná-los sobre a realidade do inferno. 

Ao lermos essa passagem podemos reparar que ambos morreram e foram para lugares completamente diferentes.  O rico foi para o inferno e mendigo Lázaro para o seio de Abraão.

Então para começar, eu quero deixar claro que o inferno não é fictício, não é imaginação e também não é um estado de consciência, o inferno é literal, ou seja, é real.  Muitas pessoas não acreditam na existência do inferno. Elas acham que o inferno é apenas uma força negativa que existe apenas dentro de suas mentes.

Muitos outros chegam a pensar que tudo acaba com a morte, só que isso é mentira do diabo. A nossa consciência é eterna. Ela não morre nunca. A única coisa que acaba é o nosso corpo porque ele é temporal. Já a alma não é temporal, ela vive para sempre.

''No Novo Testamento o inferno é mostrado como um lugar onde o fogo nunca se apaga e o verme não morre (você pode conferir lá em Marcos 9.43).’’

No inferno existe choro e ranger de dentes. Lá é um lugar de castigo onde todos os perdidos estão eternamente separados de Deus.

O inferno não é um lugar passageiro, é eterno. Não pense que as pessoas que forem para lá vão sofrer só por alguns anos e depois vão sair de lá. Não, o sofrimento é para sempre, não tem fim. E tem mais a pessoa quando estiver lá no inferno vai saber que está no inferno, vai se lembrar de tudo o que fazia quando estava viva. Vai se lembrar dos pais, filhos, da igreja, das chances que ela teve de se arrepender. Vai se lembrar de tudo. 

Ninguém nasce predestinado a ir para o céu ou para o inferno. A ida de uma pessoa para um desses dois lugares depende sua conduta aqui na terra.

Enquanto estamos na terra temos que decidir se queremos viver de acordo com os padrões Deus ou não. Muitas pessoas preferem viver momentos passageiros de prazer a servir a Deus. 

Elas não pensam na imortalidade da alma. Elas vivem suas vidas como se nunca fossem morrer. Só vivem para fazer as vontades da carne. Na verdade elas estão cegas.
É melhor sofrer qualquer tipo de sofrimento por amor a Cristo do que negá-lo e depois, na outra vida, queimar e ser comido por bichos para sempre no inferno. 

O desejo de Deus é que ninguém vá para o inferno. Só que quem decide quem vai para o inferno ou não é a própria pessoa e não Deus. Nós temos a Bíblia em nossas mãos. Nela está ensinando todos os mandamentos de Deus e os procedimentos que farão com que cheguemos ao o céu, a Bíblia é o nosso manual.

Em alguns países, o cristianismo é considerado crime, nesses países as pessoas não podem ler a Bíblia, tudo tem que ser às escondidas, porque se elas forem pegas é morte na certa. As pessoas desses países trocariam todos os seus bens só para terem a Bíblia.

Nós vivemos num país livre, podemos ler a Bíblia à vontade, só que tem muitos que não ligam pra ela. Esquece propositalmente na igreja. O que será? Preguiça de carregar a própria espada?

Os princípios que Deus estabeleceu para ir para o céu estão escritos na Bíblia. Deus enviou Jesus para morrer por nós, para nos dar a vida eterna. Quem não crer nele já está condenado. Quem crê, tem a vida eterna. (João 3.16).

Muitas pessoas hoje, neste momento estão morrendo sem Cristo. Precisamos agir! Precisamos urgentemente falar de Jesus para as pessoas no mundo. O inferno existe. Se você ainda não aceitou Jesus corra que ainda dá tempo!

Beijinhos ^^

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Intimidade com Deus- uma vida de oração

A oração é o combustível que move a vida de todo crente. Sem a oração o crente não cresce espiritualmente e nem obtém a força necessária para vencer as tentações da carne, do mundo e do Diabo. Todo crente precisa ter o prazer de orar. Muitos ainda precisam entender que não se deve orar por obrigação. Ninguém conversa com um amigo por obrigação, conversa por que tem prazer. Assim também deve ser com Deus. Deus tem o prazer de ouvir aqueles que tem o prazer de falar com Ele.

Nós estamos acostumados a conversar sobre tudo com os nossos amigos, menos com Deus. Só que está na hora de tudo mudar!

Talvez você ainda não seja tão chegado a Deus, talvez não tenha tanta intimidade com Ele. Mas o que você acha de deixar de lado algumas coisas que são menos importantes na sua vida para se aproximar um pouco mais de Deus? Vale muito apena. Não existe nada melhor do que ter intimidade com o Criador.

A oração é o meio pelo qual nos aproximamos de Deus. Quando queremos começar uma nova amizade a gente começa conversando com a pessoa, coisas bobas e sem importancia, e assim com o passar do tempo um vai conhecendo melhor o outro, e a amizade vai sendo aperfeiçoada. Assim também é com Deus. Nada é da noite para o dia.

Muitos deixam de orar por que pensam que Deus é muito ocupado e não tem tempo para ouvir suas orações. Só que isso não é bem assim. Você já ouviu falar que  Deus é Onipresente, Onisciente e Onipotente? 

Vou explicar de uma forma bem simples, rápida e objetiva esses três atributos de Deus, só para você entender.

  • Onipresença : Deus está em todos os lugares ao mesmo tempo.
  • Onisciência: Deus sabe de TODAS as coisas
  • Onipotência: Deus pode TUDO.
Pronto, isso é só para que você entenda que não importa quantas pessoas existem no mundo, Deus te vê e ouve em qualquer hora e em qualquer lugar. Isso significa que pode ter milhares de pessoas orando ao mesmo tempo que Deus vai ouvir todas, pois Ele é Todo Poderoso e seu poder não tem limites nem fim

O cristão não deve orar somente em tempos de tribulações e dificuldades, antes, pelo contrário, deve orar em todo tempo, sem cessar (1Tessalonicenses 5.17).

Precisamos orar em tempos de paz e alegria para quando chegar os tempos difíceis estarmos firmes. Entenda também que na oração não devemos só ficar pedindo isso e aquilo a Deus. Também precisamos agradecê-lo pelas bençãos que ele já nos deu.

Chegou a hora de você abrir mão do facebook, das redes sociais, das músicas, dos amigos, da televisão, dos livros (menos da Bíblia, é claro) para ficar um pouco com Deus. Converse com Deus.Conte a Ele todas as suas angustias e ansiedades; confie n'Ele porque Ele está perto.

Priscila

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Não se contamine

''Ah, é só uma mentirinha pequenininha, não faz mal não''.  Mentira é mentira, seja ela grande ou pequena, inteira ou não. É pecado!

 Às vezes, para não entristecer um amigo(a), você acaba por dizer mentiras? Ele(a) te pergunta, ''como está a minha roupa, está vulgar, curta demais? Aí você diz ''Não, está linda, não está vulgar'' , sendo que está vulgar e feio, e você sabe disso, mas para ele(a) não ficar triste você mente. O que fazer diante dessas situações? Se você é um verdadeiro amigo, você não vai mentir, antes, preferirá dizer a verdade. Você vai dizer a verdade, e nada além da verdade. Não deixe que nenhum tipo de mentira te contamine.

A inveja também pode contaminar. O desejo intenso de possuir o que é dos outros. Cuidado com a inveja.  Jesus passou uma lista de coisas que contamina o homem, são elas: Os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, a maldade, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia e a loucura(Marcos 7.22-23). Será que você está enquadrado em algum desses? Se a gente se deixar contaminar por essas coisas certamente seremos destruídos. Todas essas coisas procedem do coração e  pode nos contaminar.

Você e eu que pertencemos a Cristo precisamos preservar a nossa pureza, o nosso caráter a nossa identidade e a nossa integridade de verdadeiros cristãos. Essas coisas que Jesus listou não podem fazer parte da nossa vida.

Maldizer as outras pessoas também é sintoma de que você está contaminado. Se você tem esse hábito feio de falar mal do seu próximo lance ele para bem longe. Não se junte com os seu amigos(as) para falar mal da sua igreja, do seu pastor, do seu(a) coordenador(a). Mesmo que você não concorde com os métodos deles, não fale mal. Só ore e deixa nas mãos do Papai do céu.

Então pra finalizar, amigos , não se deixe ser contaminado por essas coisas. Vigie. Pense bem antes de falar e agir. Antes de tomar decisões erradas pense primeiro nas consequências.
Jogue no lixo tudo o que te contamina, e se por acaso você está contaminado, ore e peça ao Senhor que te purifique e seja livre e limpo!

sábado, 28 de setembro de 2013

A tentação


''E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto;
E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome''. (Lucas4.1-2).


O que é tentação? Tentação é ''despertar desejo em alguém/ atração pelo que é proibido''.
Talvez você já tenha ouvido alguém dizer que fazer o que é proibido é mais gostoso. Bem, eu também já ouvi essa frase, várias vezes! Mas por quê será que tudo o que é proibido é bom? Simples, pelo fato de ser proibido!

Conforme lemos em Mateus 4, o Espírito Santo levou Jesus ao deserto para ser tentado pelo Diabo; e, durante todo o tempo em que esteve lá o Diabo o tentou de todas as formas. Por que Jesus precisou ser tentado? Em Hebreus temos a resposta, leia:

''Porque, naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados'' (Hebreus 2.18).

Como você sabe, Jesus suportou e venceu toda sorte de tentações, veja o que diz Hebreus 4.15

''Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado''.


Sim, o nosso Salvador foi tentado de todas as formas, mas não pecou em absolutamente nada; Ele venceu todas as tentações! Isso porque Ele estava cheio do Espírito Santo (Lucas 4.1). 

Para vencer as tentações é preciso:

  •      Estar cheio do Espírito Santo.
Há muitos que pensam que só por terem algum dos dons do Espírito serão capazes vencer as tentações. Os dons são importantes, mas mais importante do que os dons são os frutos do Espírito. Estar cheio do Espírito Santo é mais importante do que os dons.

  • Conhecer a palavra (Bíblia)
Repare que o diabo citou várias passagens das escrituras para Jesus para induzi-lo a pecar. Notemos então o quanto nosso adversário conhece a Bíblia. Será que você a conhece? Porque se você não a conhece, facilmente poderá cair em tentação e também na lábia dos falsos profetas.

O diabo consegue confundir não poucos crentes com essa tática. Por isso, é de suma importância conhecer a palavra de Deus profundamente. E não apenas conhecer a Palavra, mas também ser cheio do Espírito Santo e manter uma profunda comunhão com o Senhor, pois somente  assim venceremos as tentaçoes. Não são os dons que nos farão vencer, e sim o estar cheio e transbordante do Espírito Santo.


-Priscila Gomes

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Como Estudar a Bíblia

Estabelecer métodos não é muito fácil, pois existem muitos, e todos oferecem os mais variados sistemas de estudo que podem ser praticados pelos estudiosos da Bíblia. Vejamos dois procedimentos que podem ser adotados: o devocional e o intelectual.

1. O procedimento devocional.

Refere-se ao modo de estudar a Bíblia com atitude devocional e contemplativa. É um procedimento em que o estudante procurará através da leitura e meditação aplicar o conteúdo lido à sua própria vida. A atitude devocional no estudo da Bíblia deve levar em conta alguns procedimentos. Siga os passos abaixos.

* Leia a Bíblia, escolhendo um texto em especial, um livro, ou parte de um texto.

Procure memorizar alguma verdadee especial que lhe cahamou a atenção. Faça aplicação pessoal da verdade Bíblica (Deuteronômio 17.19).

*Desenvolva o ato da meditação na palavra de Deus (Josué 1.8).

Planeje o seu dia, sistematicamente, separando um horário no qual possa meditar e estudar a Palavra. Procure cumprir esse projeto e manter o bom hábito com oração e comunhão com o Senhor (Eclesiastes 5.4,5). Escolha o texto bíblico mais apropriado à sua necessidade específica, um txto que fale bem a sua alma.

*Leia a Bíblia como a Palavra de Deus.

Não confunda a Bíblia com qualquer obra literária. Não haverá proveito espiritual em uma leitura feita apenas com o intelecto. É preciso uma atitude devocional. (Hb 4.12; Pv 30.5; Sl 119.11; J 6.68).

2. O procedimento espiritual.

Esse procedimento tem a ver com o estudo sistemático das Escrituras, procurando entender o sentido das palavras, dos assuntos, dos aspectos históricos e geográficos, do literalismo e simbologia na Bíblia. Há uma errônia tendência ''espiritual'' que condena o estudo mais aprofundado da Bíblia, pois os seis adeptos ensinam que o intelecto pode prejudicar a espiritualidade. É completamente errada essa tendência, pois ela só contribui para a ignorâcia da Palavra de Deus como um todo.

Walter A. Henrichsen, em seu livro sobre ''Princípios de Interpretação da Bíblia'', nas páginas 8 e 9 apresenta um quadro de quatro partes básicas para o estudo correto da Bíblia, a saber:

Observação, que responde à pergunta: Que vejo? ''Aqui o estudante da Bíblia aborda o texto como um detetive. Nenhum pormenor é sem importância; nenhuma pedra fica sem ser virada. Cada observaão é cuidadosamente arrolada para consideração e comparações posteriores''.

* Interpretação,  que responde à pergunta: Que significa? ''Aqui o intérprete bombardeia o texto com perguntas como: Que significa estes pormenores para as pessoas às quais foram dados? Por que o texto diz isso?'' Qual a principal ideia que ele está procurando comunicar?''

*Correlação, que responde à pergunta: Como isto se relaciona com o restante daquilo que a Bíblia diz? '' O estudante da Bíblia deve fazer mais do que examinar somente passagens individuais. Deve coordenar seu estudo com tudo mais que a Bíblia diz sobre o assunto. A precisa compreensão da bíblia sobre qualquer assunto leva em conta tudo o que a Bíblia diz sobre tal assunto.

*Aplicação, que responde à pergunta: ''Que significa isto para mim?'' Esta é a meta dos outros três passos. Um especialista nesta área assim se expressou: ' Observação e interpretação sem aplicação é aborto''. A Bíblia é Deus falando. Sua Palavra exige resposta. Essa resposta tem de ser nada menos do que a obediência à vontade de Deus revelada''. (S.Histórico).

ESTUDANDO E INTERPRETANDO CORRETAMENTE A BÍBLIA.

É impossível estudar a Bíblia e interpretá-la sem algum médoto orientador. Existem certas regras e médotos de hermenêutica que podem ajudar na interpretação da Bíblia. É fato que o Espírito Santo nos ajuda na elucidação de textos obscuros, mediante a oração, porém é indispensável a ajuda exterior de bons livros escritos por homens de Deus. Eis, portanto, algumas regras que todo crente deve saber para não pecar contra a Palavra de Deus, precipitando-se a interpretá-la de qualquer modo:

A Bíblia deve ser interpretada mediante o texto, contexto e textos paralelos. Isto é, ao estudar um texto, não o interprete sem ver o seu contexto. O contexto pode ser o que vem antes e depois do texto. Os textos paralelos são aqules textos em outras partes das Escrituras que podem ajudar a esclarecer o texto que se quer interpretar. (DB). 

* A Bíblia deve ser interpretada em conformidade com o propósito dela. Cada escritor teve, sob a inspiração do Espírito Santo, um propósito específico ao escrever. Ao interpretar qualquer texto, não esqueça que a Bíblia foi escrita para revelar a vontade soberana de Deus à humanidade.

*Nenhum texto bíblico pode ser interpretado isoladamente da Bíblia. Nunca se deve basear ou estabelecer doutrina em um versículo isolado do contexto doutrinário que está em toda a Bíblia. Cada doutrina só é aceitável à luz da própria Bíblia.

* A Bíblia deve ser interpretada, sabendo-se distinguir a linguagem literal da linguagem figurada existentes nela.

* A Bíblia deve ser estudada e interpretada à luz do ensino geral contido em toda ela.

Fonte: Lições Bíblicas (Jovens e Adultos) /Editora: CPAD/Trimestre: 2º/ 1991/
Comentarista: Elienai Cabral/Tema Central: Conhecendo a Palavra de Deus.
Páginas: 10 - 12.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

As Armaduras de Deus

Se eu te perguntasse se você já viu um soldado indo à guerra sem a roupa e o equipamento que lhe é necessário para guerrear, sem sombras de dúvidas você me responderia que ''não''. Na verdade, nem eu, nunca vi, porque na realidade todos os soldados precisam estar preparados e revestidos para uma guerra.

O mesmo é no plano espiritual, nós, cristãos, somos soldados, e como soldados precisamos estar revestidos das armaduras de Deus (Efésios 6:11). Só que existe em nosso meio alguns soldados distraídos, acomodados, despreparados, e sem nenhuma preocupação em se revestir, estes se tornam alvo fácil para o nosso adversário.

As nossas armas são muito mais poderosas do que qualquer outra arma humana. Elas não são palpáveis, não são visíveis e nem físicas, mas o poder delas contra o adversário é muito grande. Quando a gente se reveste de toda a armadura de Deus ficamos mais fortes, e nada e nem ninguém pode nos deter, porque estamos revestidos.

Agora, que armas poderosas são essas? Vamos conhecer um pouco delas.


 * Verdade
O Diabo é um mentiroso desde o princípio, ele mente simplesmente porque é o pai da mentira e nele não há verdade (João 8:44) . Ele usa a mentira como uma arma para enganar aqueles soldados que não querem se revestir com a verdade . E infelizmente, o nosso Adversário com suas mentiras, tem conseguido fazer com que muitos se percam no meio do caminho. Então, se você não quer se perder, como muitos por aí, revista-se da verdade!

 * Couraça da Justiça
Essa couraça serve para nos proteger do maligno. Ela protege o nosso orgão mais importante, o nosso coração. Com a couraça o inimigo não tem como nos atacar. O nosso coração é o centro das nossas emoções. Por isso ele faz de tudo para tentar nos atacar no coração.

 * Sapatos na preparação do Evangelho da Paz
Precisamos estar calçados com esse sapato, o inimigo não quer que anunciemos o evangelho a outras pessoas, por isso ele faz de tudo para que não obedeçamos a ordem de Jesus : IDE.
Nessa caminhada pisaremos em pedras e espinhos, só que, se estivermos calçados com esse sapato, as pedras e os espinhos não poderão ferir os nossos pés, porque? Porque estamos calçados com o Evangelho da Paz!

 * Escudo da Fé
O escudo serve para apagarmos os dados inflamados do diabo. Em todo o momento o nosso adversário tenta lançar contra nós suas setas e dardos, isto é, espiritualmente. Mas este escudo também serve para nos proteger de palavras contrárias e de maldições que são lançadas contra nós.

 * Capacete da Salvação
O capacete serve para proteger a cabeça. Os motoqueiros (só os prudentes) usam capacetes. Os motoristas de formula 1 usam capacete, alguns ciclistas usam capacete, e os soldados? Também usam capacete.
O nosso adversário, não poucas vezes, tenta implantar em nossas mentes dúvidas à respeito de Deus, da nossa salvação, etc. Ele tenta lançar pensamentos duvidosos que não agrada a Deus. A nossa mente é muito importante, e por isso, devemos protegê-la, pondo em nossa cabeça o Capacete da Salvação.

 * A Espada do Espírito
Temos várias armas poderosas, mas, a única arma que serve para atacar o nosso inimigo é a Espada do Espírito, ou seja, a palavra de Deus. Ninguém ataca com o capacete, com o sapato, com o escudo e nem com a couraça, mas sim com a espada, pois é com ela que ferimos o nosso adversário.

Estas são as armas, precisamos estar revestidos não apenas de uma, mas de todas. Todas essas armas são importantes e cada uma delas tem uma função diferente, por isso devemos nos revestir de todas elas, porque só assim resistiremos as astutas ciladas do Diabo.

- Priscila Gomes

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Como posso amar o meu inimigo?

Amar a quem nos ama é fácil demais. Cumprimentar a quem nos cumprimenta também é fácil demais. Mas será que conseguiríamos fazer o mesmo a quem nos odeia e a quem sempre deseja ver o nosso mal? Não digo que é tarefa fácil amar a quem nos odeia; mas é o que temos de fazer, pois foi exatamente isso que o nosso Senhor nos ordenou, para o nosso próprio bem.


Vocês ouviram o que foi dito: “Ame os seus amigos e odeie os seus inimigos.”  Mas eu lhes digo: amem os seus inimigos e orem pelos que perseguem vocês, para que vocês se tornem filhos do Pai de vocês, que está no céu. Porque ele faz com que o sol brilhe sobre os bons e sobre os maus e dá chuvas tanto para os que fazem o bem como para os que fazem o mal. Se vocês amam somente aqueles que os amam, por que esperam que Deus lhes dê alguma recompensa? Até os cobradores de impostos amam as pessoas que os amam!  Se vocês falam somente com os seus amigos, o que é que estão fazendo de mais? Até os pagãos fazem isso! Portanto, sejam perfeitos, assim como é perfeito o Pai de vocês, que está no céu. (Mateus 5. 43-48)

Como é que eu posso amar aquela pessoa que só deseja a minha ruína e que sempre se alegra quando me dou mal? Como eu posso amar a minha vizinha que é uma fofoqueira e vive me difamando e falando mal de mim?  

Amar o inimigo é simplesmente fazer o bem a ele. É tratá-lo com bondade, não retribuindo o mal com mal. É tratá-lo com simpatia, respeito e paciência, e principalmente, é orar por ele. Quando você faz isso está amando o seu inimigo. Esse amor não se trata de um sentimento, mas sim de uma atitude de fazer sempre o bem a essas pessoas sem esperar retribuição por parte delas. 

Todos nós temos a tendência de retribuir o mal com o mal, devido a nossa natureza pecaminosa, mas o Espírito Santo que mora em nós, nos ajuda nesssas horas e nos dá força para matarmos diariamente nossa carne, que insiste em se inclinar para o pecado. Quem não tem o Espírito Santo certamente retribui o mal com o mal, mas quem tem o Espírito Santo faz totalmente diferente. Quem é controlado pelo Espírito tem o amor, o domíno próprio, a paciência, etc, e sabe tratar as outras pessoas da forma que deseja ser tratado, e isso independente das pessoas retribuirem o bom tratamento que recebem. 

Assim como Deus faz o bem àqueles que são indiferentes a Ele, da mesma forma temos de fazer o bem àqueles que não nos amam. Deus faz nascer o sol sobre o justo e o injusto, sobre o bom e o mal, sobre o grato e o ingrato, isto porque Ele é bondoso e misericordioso.

Se Deus que é Deus faz o bem até mesmo para com os maus e ingratos, quem somos nós para não fazer também? 

''Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados. E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, como cheiro suave''. (Efésios 5.1)

Então não deixe de praticar o que é correto aos olhos de Deus. Todos nós, devido a nossa natureza caída, temos dificuldades em amar, principalmente os inimigos, mas conte com a ajuda do Espírito Santo, pois é Ele quem nos auxilia em nossas fraquezas.


'' Portanto sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai Celeste'' (Mateus5:48).

Priscila Gomes


quinta-feira, 25 de julho de 2013

Tenha tempo para Deus


Se pararmos para pensar um pouco sobre o nosso tempo chegaremos à conclusão de que ele é curto demais. Até parece que o dia não tem mais vinte e quatro horas. E durante o dia, são tantas e tantas coisas para fazer que, na verdade, não vemos nem o tempo passar, de forma que deixamos de fazer várias coisas importantes na nossa vida, como por exemplo, nossas atividades espirituais.

Em meio a tantas coisas para fazer, tantas coisas para se preocupar, tantas coisas para pensar,  como encontrar tempo para Deus? Como encontrar tempo para ler a Bíblia, orar, jejuar, se santificar, se consagrar, se o tempo que temos é demasiadamente curto?

Há muitas pessoas que se envolvem tanto com o trabalho e com os estudos que acabam se esquecendo de que existem outras coisas. Elas doam todo o seu tempo para se dedicarem apenas a estas coisas temporais. Logicamente que estudar e trabalhar é bom e é preciso, portanto, devemos sim nos dedicar ao trabalho e ao estudo; mas é preciso haver equilíbrio, devemos fazer estas sem nos esquecer daquelas.

Ter tempo para Deus é muito importante, às vezes é preciso que deixemos de lado, por algumas horas, as preocupações e os afazeres diários para nos dedicarmos um pouco a Deus. A nossa vida espiritual depende da nossa comunhão com Deus; depende da nossa vida de oração, do tempo que disponibilizamos para estarmos com Ele.

Como poderemos viver abundantemente e em novidade de vida se não temos tempo para Deus? O que é mais importante, os bens materiais que são temporais ou a nossa salvação? Como poderemos ser renovados por Deus se nem tempo para orar temos?

Muitos estão morrendo espiritualmente, e já não é preciso dizer o porquê. Nós, como cristãos precisamos incluir Deus em nosso tempo e em nossos planos, precisamos buscar a face dele. 

Sendo assim, não fique direto nas redes sociais, cuide do seu bem estar espiritual. Essas coisas são boas, não nego, mas são temporais e na verdade não edifica a ninguém. O que nos edifica é a palavra de Deus.

Se você que ter um relacionamento mais profundo com Deus gaste tempo com Ele. Não se contente com um relacionamento medíocre e superficial. Esqueça um pouco das coisas passageiras desta vida e busque ao Senhor, busque a ele, e viva em abundância.


- Priscila Gomes

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Esperar no Senhor

Esperar no Senhor não significa deitar na cama e ficar esperando a benção dele cair do céu. Esperar no Senhor não significa cruzar os braços e deixar as coisas acontecerem sem ter de fazer absolutamente nada. Não, não desta forma que se espera no Senhor.

Olha o que diz em Salmos 37: 34

''Espera no Senhor, SEGUE SEU CAMINHO, e ele te exaltará...''

Enquanto esperamos no Senhor devemos seguir o seu caminho e fazer a sua vontade. Quando se diz ''esperar no Senhor'' quer dizer esperar ''mentalmente'', ou seja, não ficar preocupado, quer dizer estar com a mente tranquila. Há pessoas que estão há tanto tempo esperando por uma bênção do Senhor e ainda não a receberam, mas estão tranquilas, porque sabem que no devido tempo Deus as exaltará.

''Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará'' (Salmos 37: 5.)

quando você decide entregar o seu caminho ao Senhor mais ele fará por você. Tudo o que tem em seu caminho Deus fará prosperar porque você  confiou  o seu caminho a Ele e O entregou. 

Se você está esperando uma bênção do Senhor não desanime se o tempo está passando e as coisas aparentam estarem piores a cada dia. Deus tem um propósito para tudo.  Deus não atrasa jamais, tudo é no tempo certo.  

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Namorando a pessoa certa

Nos tempos bíblicos os jovens não tinham a liberdade de escolherem para si o próprio conjuge, pois o casamento  era arranjado pelos pais. Quem se lembra de Isaque e Rebeca? Ambos não tiveram tempo de se conhecer e conversar antes de casar, pois como mencionado, o casamento era arranjado pelos pais dos noivos; assim era a cultura daquela época.

Imagine se casar com uma pessoa que você não conhece; com uma pessoa que você nunca viu na vida? Parece ser meio estranho, não é? Mas foi isso mesmo o que aconteceu. Isaque e Rebeca só se conheceram no dia do casamento; entretanto, deu tudo certo pois o próprio Deus estava no controle.

Nos dias que correm, é muito comum os jovens escolherem o parceiro ou parceira ideal para se casarem. Isso é absolutamente normal e conselhável. Pois você, sendo cristão(a) não escolhera um(a) parceiro(a) que não tenha a mesma fé que você. Reparem que Abraão mandou que Eliezer fosse buscar uma esposa para Isaque no meio do seu próprio povo.

No namoro é muito importante observar a pessoa com quem você namora. Precisa observar se ele(a) tem um bom caráter, se é respeitador(a), se é agressivo(a), grosseiro(a), se gosta de trabalhar; se tem compromisso com Deus, com a igreja, família, etc. É preciso observar o comportamento em geral do parceiro(a).

Sabemos que não se deve escolher uma pessoa focando apenas para a aparência física. Nada disso. O que vale não é o corpo, e sim o caráter. Quando a beleza física se desvanecer, a única coisa que restará será o caráter. Se você escolhe namorar alguém somente porque ela ou ele possuí um corpo bonito, mais tarde ao se casarem, podem se decepcionar, pois o nosso corpo muda com o passar do tempo. A beleza física não é, e nem nunca foi garantia de um casamento bem sucedido.

Meu conselho para as meninas é: observar muito o rapaz que te interessa. Observe-o atentamente e muito bem enquanto estiver namorando. Pois quando você se casar não poderá pedir divórcio, a não ser em caso de traição. Creio você já ouviu que o divórcio começa no namoro, e isso está correto. Se o namoro é cheio de crises, brigas, e ciúmes, não pense que casando tais problemas desaparecerão como num passe de mágica, tome cuidado, seja sábia.

O seu namorado precisa te tratar com todo o respeito, não exigindo nada que você não possa dar. Se o seu namorado não te respeita e te trata de uma maneira desagradável, está mostrando que ele não é um bom partido e que também não será um bom marido para você. Seu namorado primeiramente precisa e deve te respeitar, e se nem isso ele faz, corra dele imediatamente!

Moço, ao escolher a sua futura esposa, verifique primeiro as qualidades dela. Ela é caseira? Ajuda a mãe nos afazeres de casa?  É preguiçosa? Será que ela sabe cozinhar? Dorme até meio dia? Se as 'qualidades' dela forem estas, significa então que ela não está preparada e nem é madura o suficiente para se casar. A mulher precisa ser submissa ao seu marido, assim como a igreja é submissa a Cristo. A mulher precisa ter toda a disposição e alegria para cuidar da casa, do marido e ainda educar seus filhos na presença do Senhor. Ela deve ser piedosa, amável e dedicada; enfim, uma mulher bíblica. Essas são a responsabilidades de uma boa esposa.

Tome cuidado ao escolher o seu parceiro(a), lembre-se sempre que casamento é para a vida toda, e que somente a morte pode separar um do outro.


- Priscila Gomes

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Fugindo das Paixões da Mocidade

A juventude nos dias atuais têm enfrentado grandes dificuldades e tentações em quase todas as áreas da vida e, infelizmente, muitos por não estarem enraizados e alicerçados em Cristo caem nas armadilhas de Satanás.

O apóstolo Paulo adverte seu filho na fé, Timóteo, a fugir das paixões da mocidade, veja:

''Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor''. (2Timóteo 2:22).

Sabemos que nós, jovens, somos o alvo do Diabo, ele não mede esforços para acabar com a vida da juventude; ele tem enganado, seduzido e destruído a muitos.

Timóteo era um jovem obediente, ele foi posto como líder, enfrentou oposições e muitas dificuldades, principalmente por ser jovem. Todavia, apesar de tudo, não deixou de ser fiel e ouvia sempre as instruções do apóstolo Paulo.

Paulo advertiu Timóteo a fugir das paixões da mocidade. Mas o que é fugir? Fugir é ''correr, afastar-se, desviar-se apressadamente para escapar (a alguém, algum perigo, ou de algum lugar)''. Bom, é assim que se foge.

Mas e agora, o que são paixões da mocidade?

Paixões aqui não está se referindo apenas a relacionamentos entre um jovem e uma jovem, mas sim de todos os tipos de paixões. Estamos em constante luta contra a nossa carne, contra o Diabo e contra o mundo, estes são os nossos piores inimigos. O Diabo sabe do que a juventude gosta, e ele aproveita isso para tentar tirá-los dos caminhos do Senhor.

Desejos desenfreados, pensamentos pecaminosos, vontade intensa de satisfazer a carne etc... tudo isso são paixões da mocidade, e é contra essas coisas que devemos fugir! Reparem que o apóstolo não disse para resistirmos, mas sim para fugirmos!

Devemos fugir dessas coisas; precisamos nos afastar dessas paixões e correr para os braços do Senhor e praticar a justiça, a fé e o amor e a paz.

Só conseguiremos fugir dessas paixões à medida que nos aproximamos de Deus, e para nos aproximarmos de Deus precisamos matar a cada dia o nosso ''eu'', a nossa carne, a nossa vontade, o nosso orgulho, e permitir que a vontade de Deus prevaleça em nossa vida.

- Priscila Gomes

sábado, 8 de junho de 2013

Bonito, Desejável e atraente - O pecado!


A natureza de Deus foi, é e sempre será SANTA. Deus é totalmente contra o pecado, porque o pecado é imundo, sujo e abominável, portanto, não fez, não faz e nunca fará parte da natureza de Deus. Quando uma pessoa peca, automaticamente ela está se rebelando contra Deus.

O pecado ao olhar humano parece bonito, agradável e desejável (Gêneses 3:6). Uma pessoa só é tentada a praticar algo ao olhar para aquilo que lhe atrai. Eva foi tentada por algo que a atraia: o frutinho da árvore proibida! Ela viu que a árvore era boa, desejável e agradável, não resistiu, e comeu o fruto da árvore proibida.

Quando Eva comeu o frutinho os seus olhos foram abertos, e isso o que acontece com agente também, quando caímos em tentação e pecamos, os nossos olhos se abrem, e então podemos ver que não fizemos bem ao pecar. Um terrível sentimento de vergonha nos sobrevém quando pecamos, assim como aconteceu com Adão e Eva.

A Palavra de Deus diz que o pecado afasta o homem de Deus (Isaías 59:2). Então, quando pecamos, nos afastamos de Deus, porque é isso que o pecado faz: afasta-nos de Deus.

Eva deu o frutinho a Adão, e ele junto com ela o experimentou. Mas ele experimentou porque quis. Ele poderia ter se negado a comer o frutinho que Eva lhe deu. E também poderia ter advertido Eva a não comer do fruto; mas infelizmente, não foi isso o que ele fez, simplesmente comeu junto com ela...

Com você e comigo acontece o mesmo. O inimigo nos apresenta o fruto(pecado). Nós faz duvidar da palavra de Deus. Ele faz o fruto parecer bonito, agradável e desejoso aos nossos olhos; pois, ele sabe que não temos a capacidade de vermos o que está por trás do frutinho(pecado), que parece, apenas parece ser bom.

Quando o Diabo nos apresenta o frutinho(pecado), ele nunca fala das consequências que nos sobrevirão ao experimentarmos o ''delicioso'' frutinho, as consequências são: perda da comunhão com Deus, morte espiritual, sentimento de vergonha, etc..

Todos nos somos tentados, mas Deus nos manda resistirmos a tentação, é só agente fazer uma forcinha que conseguiremos.

O pecado exteriormente aparenta beleza. Só que essa beleza para Deus é abominável e milhares de vezes feia. Você e eu como filhos santos de Deus, devemos também odiar o pecado.

O nosso Pai(Deus) se entristece muito quando um de seus filhos peca, porque ele sabe que, o filho que pecou passará a não ter mais comunhão com ele, isto é, se não se arrepender de coração e buscar o seu perdão.

Lembre-se, que ao pecar, automaticamente você se desliga de Deus. Então não peque, e se porventura você pecar, seu advogado é JESUS! (1João 2:1).

sábado, 1 de junho de 2013

Olhai para as aves do céu



Olhai para as aves do céu.... quão belas são. Um belo exemplo do cuidado de Deus são as aves. Essas criaturas não trabalham, não semeiam,  não segam, e nem ajuntam (Mateus 6:26). Elas não tem preocupação com o dia de amanhã pelo que haverão de comer porque é Deus que cuida delas!

Não são poucas as vezes que andamos ansiosos quanto às coisas materias da nossa vida. Preocupamo-nos  com uma infinidades de coisas materias a ponto de esquecermos  que Deus cuida de nós. Como somos feitos de carne e osso, nos preocuparemos sim com a nossa vida, com as nossas necessidades e com o nosso futuro; todos nós, sem exceções nos preocupamos com essas coisas.

Só que em meio a tantas preocupações não podemos jamais nos esquecer da bondade de Deus. Ele cuida de nós. Quando deixamos a ansiedade e a preocupação nos abraçar, demostramos com isso que não confiamos em Deus.
Deus nos promete proteção, sustento, graça e muito mais. Enquanto vivermos nesta vida aqui na terra dependeremos da infinita misericórdia de Deus. Pelo fato de não sermos autosuficientes não poderemos nós mesmos sem a ajuda de Deus suprir todas as nossas necessidades; dependeremos sempre da ajuda de Deus (Jó 26:2: Isaias 50:7).

O Senhor veste a erva do campo... Pense um pouco, se Ele cuida até da erva do campo cuidará muito mais de nós que valemos mais do que a erva. Valemos mais do que as aves, e mais do que as ervas do campo. Assim sendo, por que nos preocuparmos demasiadamente com o que comeremos, com o que vestiremos, com o que faremos, se sabemos que Deus cuidará de nós? Não há necessidade, não é?
Todos os dias recebemos um presente de Deus, recebemos todos os dias a sua graça, o seu amor, o seu sustento, o folêgo de vida, sua proteção, sua misericórdia, o seu auxílio, tudo isso são provas do cuidado e amor de Deus conosco.

Não tenha dúvidas que Deus cuida de você. Não fique inquieta(o) com o que você comerá ou vestirá amanhã. Deus sabe que você precisa de tudo isso (Mateus 6:32). Busque em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua Justiça, e ele nos promete que todas essas coisas nos serão acrescentadas.

''Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo porém sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças'' (Filipenses 4.6)

Priscila Gomes

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Superando os vícios

Pode parecer um um pouco difícil para uma pessoa que é viciada deixar o vício. Não é só o vício das drogas, mas também o vício da prostituição, internet, pornografia, etc... 

Largar o vício pode não parecer uma tarefa fácil, pode até parecer uma missão impossível, mas é claro que não é impossível, principalmente quando se pede a ajuda de Deus. Muitas pessoas tem o desejo de se entregar a Cristo Jesus, querem o aceitar como o seu único e suficiente Salvador, mas muitas delas tem medo de o aceitar porque pensam que antes de tudo precisam superar os seus vícios. Mas não é dessa forma, leia o versículo abaixo.

''Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei''.(Mateus 11.:28).

Você tem que ir a Cristo assim como você está. Não importa se você é um viciado em drogas, cigarros, álcool, pornografia, etc...  não tem problema! Vá a Cristo assim mesmo. Você precisa dá o primeiro passo, que é aceitar a Cristo como o seu Salvador e Libertador, e Ele irá fazer a obra em sua vida, aos poucos.

Ele irá te ajudar a superar todos os vícios, mas você também precisa querer, ter bom ânimo e se esforçar. Você não ficará liberto dos vícios da noite para o dia. Não. Mas não desanime, pois tudo é um processo, e você precisa ter bastante paciência.

''Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor''. (Samos 40:1).

Tenha paciência, tá? O diabo com toda certeza, irá fazer de tudo para te fazer cair novamente e se tornar outra vez um viciado. Mas permaneça firme. Mesmo que você, em momentos de muitas fraquezas, tenha uma recaída, comece de novo, peça perdão ao Senhor, pois ele sem dúvidas te perdoará.

''Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo''. (1João 2).

Para obter o perdão de Deus, você terá de confessar o seu pecado. Confesse, e tenha o perdão!

Todos nós somos pecadores, pecadores por natureza. Todos nós, sem exceções corremos o risco de pecar, e pecamos, seja por obras, gestos, palavras, pensamentos, etc... só não podemos nos acostumar com o pecado, de maneira que nem mais nos importemos com ele. 

Jesus é o único que pode libertar. Não adianta fazer terapia, se internar, se Cristo não libertar nada disso adiantará. 

Busque conhecer mais a Cristo, por meio da leitura diária da Bíblia. Deus sempre falará através da sua Palavra. Conheça a verdade e ela te libertará.


“... e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará... Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres. (João 8. 32 e 36)”.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Aprendendo com os jovens da Bíblia: José

José era o filho preferido de Jacó, pois ele, além de ser o mais responsável dentre os seus irmãos, era o primeiro filho de Raquel, sua esposa mais amada. Como Jacó sempre dava mais atenção a José do que aos outros filhos, brotou no coração deles o ciúme; que foi crescendo e desenvolvendo a cada novo dia. A inveja e o ciúme eram tão grandes que eles chegaram a conspirar contra a vida do próprio irmão.

Foi o cúmulo para os nove irmãos quando José contou-lhes o sonho que havia sonhado. Eles não podiam aceitar a ideia de um dia terem de se curvar ao seu irmão menor.
Por ódio e raiva, tentando frustrar os sonhos de José, tentaram matá-lo deixando-o largando  em uma cova vazia para morrer de fome, sede e frio. Mas depois de um certo tempo, eles o retiraram da cova, e acharam melhor vende-lo  como escravo ao Egito, uma terra completamente estranha para ele.

Lá no Egito  José se destacou dentre os outros escravos e, foi promovido a um cargo superior na casa daquele que o comprara- Potifar. Mas, mesmo assim, foi perseguido, tentado e injustiçado pela mulher de Potifar. E como consequência das mentiras daquela mulher, ele foi lançado na prisão, onde interpretou dois sonhos.
Ao londo de sua vida, José enfrentou grandes provações, ele teve vários motivos para desistir de tudo, só que não desistiu. Era a vontade de Deus que ele sofresse tudo o que sofreu, para que os projetos que Deus tinha na vida dele se concretizassem. 

Às vezes nós passamos por tantas coisas e não entendemos o porquê. Mas Deus permite que passemos por situações difíceis e complicadas para que alcancemos as bençãos dele.
Os sonhos de José se realizaram. Podemos ver isso quando  seus irmãos se prostram perante ele lá no Egito.
José nos deixa um exemplo lindo de fé, perseverança e perdão. Assim como José perdoou a seus irmãos, nós também, ainda que seja difícil, devemos perdoar aqueles que nos aborrecem. Temos que permanecer fieis a Deus diante da tentação. Como José resistiu ao pecado, também nós, temos de resistir. Permaneça firme em Deus.

-Priscila Gomes