segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Israel, um povo rebelde...


O povo de Israel era um povo muito rebelde. Um povo duro de coração, que não se convertia nem vendo os milagres que Deus operava no meio deles. Era um povo murmurador, desobedientes, que só voltavam-se para Deus, quando as coisas ficavam ruins para o lado deles. Era um povo idólatra, adoravam deuses estranhos. Israel era o povo que Deus havia escolhido para ser o seu povo, portanto, eles tinham que ser o exemplo de povo de Deus para as outras nações. Eles eram adúlteros e adúlteras, prostitutos e prostitutas no sentido espiritual. Se prostituíam adorando outros deuses.  para fazer um simbolismo de como aquele povo (Israel) estava, Deus ordenou que Oséias se casasse com uma mulher prostituta.
 Quando, pela primeira vez, falou o SENHOR por intermédio de Oséias, então, o SENHOR lhe disse: Vai, toma uma mulher de prostituições e terás filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do SENHOR - OSÉIAS 1:2 
Oséias sentiu na própria pele como Deus estava se sentindo. Nenhum marido, em hipótese alguma gostaria de ver sua esposa se prostituindo com homens. A esposa pertence ao marido e o marido a esposa. Israel no sentido espiritual era casado com Deus, e mesmo assim eles adulteravam. Enquanto estava tudo bem, eles se afastavam de Deus, mas quando Deus permitia que os inimigos triunfassem sobre eles, logo eles lembravam que existia um Deus.
Hoje em dia não é diferente, existe muitos crentes rebeldes, desobedientes e murmuradores, que não aceitam o tempo de Deus. Pessoas idólatras, que adoram o dinheiro e a idólos carnais, ou seja, artistas, cantores e etc... As pessoas só lembram que Deus existe quando estão com algum problema. O melhor é não questionar a Deus, nem murmurar. Melhor é deixar Deus agir em nossas vidas da maneira que ele quer. Não murmure, porque os murmuradores não entrarão em Canaã.