segunda-feira, 9 de julho de 2012

O jovem e a santificação

Às vezes para um jovem parece ser difícil e cafona ser santo, mas, o que é realmente ser santo? É ser separado do mundo afastado do pecado. É não fazer as mesmas coisas que o mundo faz, é ser diferente.

Às vezes um jovem pode pensar que ser santo é andar com uma saia até os pés e usar uma blusa que cubra o braço inteiro;  mas na verdade não é isso,  é lógico, se você for santo com certeza saberá se vestir com pudor, mas isso já é assunto de outro post.

A Palavra de Deus diz:



“mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver (1 Pe 1.15)”
Não é apenas em uma só maneira de viver, mas sim em TODAS, então o que isso significa? Significa que você deve ser santo onde estiver, com que estiver, no que faz, enfim, em toda a maneira de viver. Você não pode se fingir de santo dentro da igreja e no mundo andar de qualquer maneira.  Do jeito que você é na igreja você tem que ser no mundo também.

A santificação é muito importante para quem quer vê a Deus “sem santificação ninguém verá a Deus”. Deus é santo, e nós como seus filhos temos que ser também. Infelizmente existem muitos jovens que trazem escândalos para dentro de suas igrejas e isso não agrada a Deus. Se metem em confusões, arrumam encrenca lá fora no mundo ou até mesmo em suas escolas arranjam brigas com outros.  Mas eu e você somos diferentes e o nosso dever é nos separar, ou seja, nos santificar a cada dia, mas, é claro que ninguém é santarrão, nós como seres humanos somos falhos e não somos totalmente perfeitos, mas temos que nos esforçar para seguir os passos de Jesus, pois Ele quando veio a  terra se fez totalmente homem, sentiu as mesmas dores que nós, sentiu fome e sede, frio e calor como um homem normal, foi tentado, mas mesmo assim não pecou, porque Ele viveu em constante oração Ele buscava a santificação. Era difícil, mas não era impossível, se Jesus conseguiu, por que não nós? Ele foi um exemplo vivo a ser seguido.

O trabalho de consagração na igreja é ótimo para buscar a santificação e a consagração, é também muito sofrido, pois quase ninguém gosta de orar e ficar duas horas de joelhos dobrados. Eu, particularmente, amo esse trabalho, pois é nele que eu me derramo aos pés do Senhor e busco me santificar mais. Eu sempre estou no trabalho de consagração da minha igreja, e posso dizer que é muito, mas muito raro mesmo estar cheio e principalmente, é muito difícil ver um jovem por lá. Mas é preciso buscar a Deus, buscar enquanto há tempo e nos santificarmos enquanto há tempo.

Não perca tempo, santifique-se já!

- Priscila Gomes da Silva